Uma das principais preocupações do paciente ao perder um dente é a estética, e uma das funções de uma prótese dentária é restabelecer o sorriso desse paciente, devolvendo a função mastigatória, equilíbrio para o sistema estomatognático e claro, a estética.

Independente do motivo da perda, seja por um acidente ou descuidos de higiene bucal, a falta de um ou mais elementos é capaz de provocar problemas na cavidade, seja na mastigação ou até na fala. No entanto, mesmo com a prótese dentária, caso os cuidados não sejam seguidos, a cavidade bucal também pode sofrer com complicações, principalmente quando se trata de uma  prótese total desajustada. A dor associada a problemas na adaptação ao uso diário de  próteses totais  traz complicações à saúde oral que vão muito além do desconforto próprio da condição.  Entre elas estão a perda óssea acelerada, que prejudica e até mesmo impossibilita o uso futuro da prótese, e o câncer bucal, que está diretamente relacionado ao trauma da dentadura sobre a base. É por isso que é tão importante conhecer, diagnosticar e tratar a dor oral em pacientes portadores dessas próteses.

Com o envelhecimento, a prótese dentária pode ficar desajustada se não houver um acompanhamento de um dentista

Para esses pacientes, os retornos periódicos ao dentista são essenciais. Na consulta deve ser avaliado se há fraturas intrínsecas na prótese, e devem ser feitos ajustes na oclusão. Como o material comumente utilizado nas próteses totais é a resina acrílica, elas acabam por sofrer desgaste ao longo do tempo; e como nosso corpo está em constante mudança, principalmente com o processo de envelhecimento, a prótese dentária fica desajustada, em especial quando há uso prolongado sem acompanhamento do profissional.

Assim como a pele, a mucosa bucal cumpre importante função como órgão protetor dos tecidos adjacentes e subjacentes; porém, a experiência clínica tem mostrado que a mucosa é muito mais susceptível ao trauma e à inflamação do que a pele. Pode-se dizer que a frequência de lesões nos tecidos moles aumenta de acordo com o tempo em que o paciente vem usando a prótese dentária. O posicionamento errado ou a prótese mal adaptada pode ocasionar diversos problemas como: lesões em torno da boca, nos lábios; estímulo maior de um lado do que do outro, na mastigação, gerando tonicidade muscular; hiperplasia, que é o excesso de tecido, e, ao longo do tempo, pode desadaptar a prótese ou deixá-la folgada. Lesões mais graves da mucosa bucal como úlcera traumática, queratose friccional, candidoses, hiperplasia fibrosa inflamatória, granuloma piogênico e neoplasias (câncer bucal), também são reportadas.

É indicada a manutenção periódica com o dentista como um dos principais cuidados

Para evitar problemas bucais desencadeados pela posição incorreta da prótese dentária, é indicada a manutenção periódica com o dentista como um dos principais cuidados. Assim, na presença de qualquer anormalidade, o profissional poderá tomar as providências necessárias o quanto antes. O paciente deve ser orientado a ficar atento aos sinais e observar se a prótese dentária já está desajustada. Nessas situações, o paciente apresenta um desequilíbrio ao mastigar, e falar e lesões na área da gengiva.

Muita coisa muda quando chegamos à terceira idade – o corpo se transforma, a experiência aumenta, e os hábitos, muitas vezes, já não são os mesmos. As consultas ao odontogeriatra devem começar aos 60 anos, para que esse profissional oriente sobre as precauções necessárias e previna contra possíveis problemas. Para quem usa prótese, é fundamental realizar a limpeza adequada.

A higiene da prótese deve ser feita fora da boca

Existe um fator, no entanto, que pode alterar a forma como é feita a higiene bucal na melhor idade. Para pacientes que usam prótese, alguns cuidados específicos precisam ser tomados. A higiene da prótese deve ser feita fora da boca. Existem no mercado opções de materiais específicos, mas pode também ser usada a pasta de dentes comum. O enxaguante bucal pode se tornar um grande aliado.

Em alguns casos a habilidade motora pode ficar um pouco prejudicada, levando em conta que a diminuição da destreza manual, com o passar do tempo, pode levar a dificuldade na higienização. Nos casos em que o idoso está acamado, ou se apresenta problemas periodontais recorrentes, como a gengivite e a perda óssea, é indicado o uso do enxaguante bucal para complementar a limpeza da boca. Outro item que pode ajudar nesta fase é a escova de dentes elétrica. Ela requer menor  esforço para ser manuseada, uma vez que já realiza a maior parte dos movimentos. Além disso, com seu uso, o processo se torna mais rápido, sem deixar de ser igualmente eficiente.

Fontes:

https://secure.unisagrado.edu.br/static/biblioteca/salusvita/salusvita_v32_n1_2013_art_07.pdf

https://sorrisologia.com.br/w/protese-dentaria-desajustada-pode-causar-danos-a-mastigacao-entenda_a8164

http://luisgustavoleite.com.br/blog/dentaduras-dor-e-problemas/

8 Responses to Prótese dentária desajustada ou mal adaptada pode causar danos à saúde oral
  1. Commeant *A PROTESE INFERIOR COM 2 PINOS DA PROBLEMA AO MASTICAR AS FICAM SE MOVIMENTANDO

    • Labordental at Responder

      Olá Raul, tudo bem? Obrigado pelo seu relato.

  2. Fiz um protese dental mas estou sofrendo muito de dor.

    • Labordental at Responder

      Olá Joana, tudo bem? Sentimos muito por estar sentindo muita dor. Você já procurou seu dentista novamente?

  3. Comment *Can a dental prosthesis be made without having to extract any shaken and painful teeth?

    • Labordental at Responder

      Hi Carlos, how are you doing? We think that’s a possibility.

  4. Uso prótese dentária a alguns anos e agora foi feita outra so q tem falas nos dentes debaixo e a mordedura não ficou boa .disse o meu dentista q pode ser por isso .e guando mastigo sinto estalos nainha mandíbula como c estivesse travada a boca .o q fazer

    • Labordental at Responder

      Olá Geni, tudo bem? Nós recomendamos que você procure um prossifional da sua confiança para verificar o que aconteceu com a sua prótese.


[top]

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir chat
1
Precisa de ajuda?
Olá, tudo bem?🖐🏻
Precisa de ajuda com alguma informação?🤓

    SOLICITAR ORÇAMENTO!


    Preencha o formulário abaixo com seus dados para que nossa equipe de vendas entre em contato.

    Se preferir, fale com nossa Central de atendimento: (11) 5542.5855, (11) 98919.6084 (WhatsApp) ou vendas@labordental.com.br.

    Nome* E-mail* Telefone para contato* Qual(is) produto(s) você tem interesse?*
    *Campos obrigatórios