Dentes manchados, como prevenir e o que fazer?

Há duas categorias de manchas nos dentes: intrínsecas e extrínsecas. As intrínsecas surgem na parte interna do dente, ocorrem devido a situações orgânicas e costumam ter a coloração esbranquiçada. Neste caso, em decorrência da ingestão excessiva de flúor ou uso de antibiótico tetraciclina durante a formação dos dentes. Além disso, traumas dentais e o processo natural de envelhecimento também podem dar origem às manchas. Já as manchas extrínsecas, são decorrentes de fumo ou tabaco, bebidas escuras, como café e vinho tinto, ingestão de alimentos com corantes e acúmulo de placa bacteriana e bactérias cromogênicas. Outro diferencial é que elas podem se apresentar em diferentes tonalidades: verdes, observada com mais frequência em crianças e jovens; alaranjadas, comuns na porção do dente mais próxima à gengiva; e negras, no contorno gengival e em áreas ásperas ou depressões.

Fatores externos também acabam ajudando no escurecimento, como a alimentação e má higiene bucal.

Muitas vezes as manchas nos dentes podem estar ligadas a fatores genéticos, como a dentinogênese ou amelogênese imperfeita, que provocam problemas no esmalte dentário ou na dentina. Acontece que estes quadros podem causar uma degeneração mais veloz e muitos fatores externos também acabam ajudando no escurecimento, como a alimentação e má higiene bucal. Nestes casos, ter sorriso amarelo é uma característica herdada de pais para filhos e, por isso, inevitável. Além disso, alterações nos hormônios da tireoide também podem influenciar na coloração dos dentes.

Alguns alimentos podem provocar manchas na dentição por dois motivos: devido aos pigmentos naturais ou corantes, e à acidez que apresentam, pois em contato com a superfície dentinária ocorre a desmineralização do esmalte, deixando-a mais porosa e assim facilitando o aparecimento de manchas. Alimentos que possuem pigmentação excessiva: vinho tinto, suco de uva, chá preto, beterraba, shoyu (molho de soja), açaí, catchup, café, refrigerantes à base de cola, frutas vermelhas ou roxas, amora e blueberry.

Alimentos como o café possuem pigmentação excessiva o que ocasiona o surgimento de manchas

Alimentos e bebidas com alto grau de acidez, quando consumidos continuamente, fazem com que a proteção do esmalte dental diminua progressivamente, podendo alterar o pH do ambiente bucal, favorecendo a perda de minerais do esmalte, tornando os dentes mais suscetíveis à ação dos pigmentos presentes na alimentação. São exemplos bebidas alcoólicas, refrigerantes, vitaminas efervescentes, frutas como limão, laranja, abacaxi, kiwi e acerola.

O molho de tomate, devido à sua acidez e à sua coloração vermelho vivo, cuja tendência é se agarrar aos dentes, pode deixá-los vulneráveis a manchas. Deve-se ingerir vegetais verde-escuros antes, como brócolis, couve e espinafre, para criar uma película protetora sobre os dentes. Essa película vai afastar o efeito causador de manchas do tomate;  então, permita-se uma salada verde como um aperitivo.

É preciso ter cautela no consumo do curry devido ao seu alto fator de coloração

Curry, um tempero que cai bem com comida indiana e pratos exóticos, também causa manchas nos dentes. Sua pigmentação forte pode amarelar os dentes ao longo do tempo. Devido ao seu alto fator de coloração, o curry é algo que você precisa limitar em sua dieta. Sempre que comer alimentos temperados com curry, misture com frutas e vegetais frescos que evitam manchas, como maçã, cenoura, couve-flor e aipo.

O vinagre balsâmico é um molho de salada saudável, mas também pode escurecer os dentes. O motivo? Sua cor natural escura, é claro. Ele também adere aos dentes, podendo causar manchas se não for rapidamente removido. Você não precisa deixar de usar esse molho leve na salada. Sempre que fizer uma salada com vinagre balsâmico, não deixe de incluir uma alface crocante – mastigar a alface ajudará a remover o vinagre balsâmico dos dentes enquanto você come.

As frutas vermelhas fornecem benefícios para a saúde, como antioxidantes, mas também têm o potencial de manchar os dentes. A forte coloração dos mirtilos, oxicocos, framboesas e amoras em especial, pode causar manchas, sejam eles ingeridos inteiros, bebidos como suco ou processados como geleia e compota. Não deixe que eles permaneçam na boca por muito tempo e beba água para combater o efeito causador de manchas. Após ingeri-los, tome um copo de leite ou coma uma porção de queijo duro, que neutralizam o ácido e fortalecem os dentes.

Não é apenas o vinho tinto que pode manchar os dentes, o vinho branco também pode.

Diversas bebidas, incluindo café, chá, refrigerantes, isotônicos e vinho, podem causar manchas devido à sua acidez. Chás de todas as cores, até mesmo o chá branco, podem manchar os dentes e corroer o esmalte. Os isotônicos também danificam o esmalte e mancham os dentes. Os refrigerantes claros e escuros, devido à sua acidez, também causam alteração da cor e até aumentam o potencial de causar manchas dos alimentos. Não é apenas o vinho tinto que pode manchar os dentes, o vinho branco também pode. Acredite ou não, o vinho branco é mais ácido do que o tinto, o que pode causar mais danos e alteração da cor nos dentes. Limitar a ingestão de todas essas bebidas beneficiará sua saúde bucal e geral.

Já que é praticamente impossível excluir de nossa alimentação diária alimentos que mancham os dentes,  existem alguns cuidados que podem prevenir os danos causados pelos pigmentos e pela acidez, e evitar que seu sorriso se torne manchado ou escurecido. Deve-se evitar consumir alimentos e bebidas ácidos e com excesso de pigmentação em uma mesma refeição. A combinação de alimentos ou bebidas das duas categorias pode potencializar o risco de manchas que podem se tornar permanentes. Por isso, evite alimentos de pigmentação forte após consumir frutas ou sucos cítricos.

bochecho com apenas com água ante da escovação: um grande aliado!

Uma dica é não escovar os dentes imediatamente após o consumo desses alimentos e bebidas; o ideal é fazer um bochecho apenas com água, para retirar o excesso de pigmentos ou substâncias ácidas da saliva e da boca. A escovação dos dentes só está liberada após cerca de 15 a 20 minutos. Capriche na escovação após o tempo de espera e não se esqueça do fio dental.

Antes de procurar o melhor tratamento para clarear as manchas nos dentes, saiba que há tratamentos específicos para cada tipo. E cuidado com as dicas encontradas na internet, soluções caseiras como uso de vinagre de maçã, bicarbonato de sódio com limão, óleo de coco, entre outras; não há comprovação científica sobre a eficácia e segurança desses produtos, além do risco em trazer prejuízos como a erosão dentária, deixando os dentes mais sensíveis e expostos a outros problemas.

Clareamento dental: poderoso aliado na remoção de manchas intrínsecas

As manchas extrínsecas, por exemplo, podem ser facilmente removidas através de limpezas e polimento no consultório dentário. Por outro lado, nos casos das manchas intrínsecas, a remoção deve contar com um clareamento dental, a aplicação de géis clareadores no consultório ou em casa, que irão reduzir as manchas, sendo que o número de aplicações irá variar caso a caso, bem como o resultado. Uma vez que os dentes não estarão imunes a novas manchas, deve-se redobrar os cuidados com a alimentação. E ainda, dependendo da gravidade das manchas caso as opções anteriores não resolvam o problema, poderá ser necessário um revestimento com facetas ou coroas dentárias, em resina, porcelana ou dissilicato. Entretanto, é importante consultar um dentista de confiança para garantir o tratamento mais indicado para cada situação.

 

FONTES:

https://sorrisologia.com.br

https://www.colgate.com.br

https://saude.abril.com.br/coluna/cuide-da-sua-boca

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PortuguêsEnglishSpanishItalianChinese (Simplified)JapaneseGermanFrench
Como posso te ajudar?💬

    SOLICITAR ORÇAMENTO!



    Preencha o formulário abaixo com seus dados para que nossa equipe de vendas entre em contato.

    Se preferir, fale com nossa Central de atendimento: (11) 5542.5855, (11) 98919.6084 (WhatsApp) ou vendas@labordental.com.br.

    Nome*

    E-mail*

    Telefone para contato*

    Qual(is) produto(s) você tem interesse?*




    *Campos obrigatórios